• allanalmeida2

Bolsistas do PRH 48.1/UFPE/ANP/FINEP participaram do Congresso CBESA 2021

Parabenizamos os bolsistas do PRH 48.1/UFPE/ANP/FINEP, Edilberto Mariano da Silva (graduação), Felipe Filgueiras de Almeida (mestrado) e Dra. Shyrlane Torres Soares Veras (Pós-doc), que participaram do 31º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental (CBESA) 2021 realizado em Curitiba, Paraná, entre os dias 17 a 20 de outubro de 2021. O CBESA foi organizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) de forma híbrida. Os bolsistas participaram de forma remota e as inscrições foram custeadas via taxa de bancada do PRH 48.1.


https://icongresso.abes-dn.itarget.com.br/anais/index/resultado/index/index/cc/9


Edilberto foi orientado pelos docentes do PRH 48.1, Wanderli Rogério Moreira Leite e Maria de Lourdes Florencio dos Santos. Ele apresentou o trabalho “Co-digestão anaeróbia de biomassa algal com diferentes resíduos orgânicos para otimização da produção de biogás".


Descrição do trabalho: O objetivo foi avaliar a co-digestão anaeróbia de biomassa algal com glicerina residual do biodiesel e vinhaça de cana-de-açucar. A partir das características dos substratos, foi possível determinar a produção teórica de metano da biomassa algal, vinhaça e glicerina, sendo verificado que a glicerina possuía o maior potencial de produção de metano, tendo em vista o alto teor orgânico que este substrato apresenta, seguido da vinhaça e, por fim, a biomassa algal. Os valores teóricos são úteis para avaliar a biodegradabilidade dos substratos e suas misturas, através de ensaios laboratoriais.


Felipe foi orientado pelas docentes do PRH 48.1, Sávia Gavazza e Bruna Soares Fernandes. Ele apresentou o trabalho “O panorama de biorremediação de petróleo e seus derivados no Brasil".


Descrição do trabalho: Esse estudo teve como objetivo trazer à tona o histórico de contaminações por petróleo e Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPAs) em solo brasileiro, além de abordar trabalhos internacionais que poderiam ser adaptadas a contaminações locais.


Shyrlane foi supervisionada pelo docente do PRH 48.1, Mário Takayuki Kato, apresentando o trabalho intitulado “Remoção de Alquilbenzeno Linear Sulfonado (LAS) e matéria orgânica em reator UASB alimentado com esgoto sintético”. Vale salientar que recentemente um artigo nesta temática foi publicado pelo grupo de pesquisa com participação da bolsista no periódico: Journal of Environmental Management, com título “Effect of individual or combined physical and chemical factors on the anaerobic biodegradation of linear alkylbenzene sulphonate”.


Descrição do trabalho: O objetivo foi avaliar a remoção do LAS, por biodegradação e adsorção; bem como sua influência na remoção da matéria orgânica total. Os resultados mostraram uma remoção de LAS e matéria orgânica de 30 ± 15% e 90 ± 4%, respectivamente, ao longo dos 178 dias de operação do reator de manta de lodo e fluxo ascendente (UASB) em escala de laboratório. A maior parte do LAS foi removida por adsorção ao lodo (22 ± 12%). Por outro lado, uma remoção de aproximadamente 8% foi atribuída à sua biodegradação. Apesar da baixa remoção de LAS, os demais componentes orgânicos foram removidos significativamente, indicando que a atividade dos micro-organismos não foi afetada ao longo da operação.


Para mais informações sigam nossas redes sociais (Linkedin, Instagram, twitter) e nosso website (https://www.prh48ufpe.com.br/), bem como o site dos gestores dos PRHs (FINEP e ANP).

0 visualização0 comentário